^ Voltar ao topo
(75) 3623-0940

Outubro Rosa: os 5 tipos de câncer mais comuns entre as mulheres

Outubro Rosa: os 5 tipos de câncer mais comuns entre as mulheres

Estamos em mais um Outubro Rosa, o mês reservado para a disseminação de informações que ajudam a salvar vidas. É graças a esta iniciativa que cada vez mais as mulheres estão atentas ao perigo do câncer de mama e conseguindo um diagnóstico precoce.

Mas e os outros tipos de câncer? Ainda existem outros que atingem especialmente as mulheres e também merecem ser divulgados. O câncer é a segunda principal causa de morte natural no país, não podemos mais depender da sorte.

Ter consciência dos maiores riscos e da importância de um diagnóstico precoce são pontos definitivos para o sucesso do tratamento. Por isso, em apoio à campanha do Outubro Rosa, nós fomos além: listamos os 5 principais tipos de câncer que acometem mulheres.

Para ficar bem informada e entender a importância de manter hábitos saudáveis continue lendo este artigo.

O que é o Outubro Rosa?

O Outubro Rosa é um movimento internacional para conscientização e divulgação de informações relacionadas à luta contra o câncer de mama.

O movimento teve início nos Estados Unidos, na década de 1990, e logo tomou o resto do mundo. Durante todo o mês de outubro, são feitas ações para sensibilizar e chamar a atenção da população para a prevenção e o diagnóstico precoce da doença.

São usadas as iluminações rosas em prédios e monumentos públicos para que uma leitura visual seja compreendida em qualquer lugar do mundo. Além da iluminação, são promovidas corridas, eventos beneficentes, campanhas entre médicos e pacientes para lembrar de fazer exames, entre outros.

A necessidade do Outubro Rosa se dá a partir dos estigmas em torno dos cânceres em mulheres, que podem fazer com que muitas se sintam sozinhas, envergonhadas e sobrecarregadas durante o tratamento; não são raros os casos de abandono por parte de seus companheiros.

Logo, a campanha entra nas vidas dessas mulheres, também como uma forma de incentivo e apoio, para que entendam que não estão passando por isso sozinhas. Acima de tudo, é um convite às mulheres para o autocuidado, e todos a sua volta para o cuidado e o respeito com o outro.

Os 5 tipos mais comuns de câncer

Existem tipos de câncer que são comuns em ambos os sexos. Inclusive, o câncer com maior incidência na população brasileira, independente do sexo, é o câncer de pele. Isso acontece porque o Brasil é um país de clima tropical com alta exposição ao sol e seus raios ultravioletas.

Mas, ainda assim, existem cânceres que atingem de forma predominante as mulheres. E vale ressaltar, que ainda que o câncer de pele seja o com maior incidência, não é o com maior letalidade entre o sexo feminino.

A seguir, listamos, de acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), os 5 tipos de câncer com maior incidência e letalidade entre a população feminina brasileira:

Câncer de mama

O tema do Outubro Rosa, o câncer de mama, representa 1 em cada 4 novos casos de câncer no Brasil.

Por ter um alto índice de cura quando diagnosticado ainda em estágio inicial, este não deveria ser um câncer tão agressivo. No entanto, pela falta de conhecimento e de prevenção, a doença costuma ser identificada tardiamente, fazendo com que os números de letalidade sejam alarmantes.

O diagnóstico precoce é fundamental para aumentar as chances de cura. Para isso, você deve ficar atenta aos sinais: inchaços, irritações na pele, dor ou inversão do mamilo, vermelhidão, saída de secreção pelo mamilo, nódulos e caroços na extensão da mama e axilas.

Quando o câncer ainda é muito pequeno, ele só pode ser identificado com exames de imagem. Então, além da rotina de autoexame (quando você for procurar pelos sintomas citados), torne as visitas ao seu ginecologista mais frequentes possíveis.

Câncer colorretal

Este é o tipo de câncer que acomete o reto do intestino grosso. Por ser uma doença silenciosa, os principais sintomas acabam chamando atenção já no estágio mais avançado da doença.

Fique atenta para: presença de sangue na evacuação, alterações significativas nos hábitos intestinais envolvendo diarreia crônica e necessidade urgente de evacuação, constipação, cólicas abdominais frequentes, e outros sintomas inespecíficos, como fadiga, perda de peso e anemia crônica.

É curável, na maioria dos casos, e costuma acometer mulheres com mais de 50 anos. É identificado pelo exame de fezes e pela colonoscopia.

Câncer de colo do útero

Também chamado de câncer cervical, é causado principalmente pelo vírus do HPV, transmitido por meio de relações sexuais.

Já existe uma vacina contra diversos tipos de HPV, recomendada tanto para as meninas, quanto para os meninos. E isso não significa que você pode abrir mão do sexo seguro, o preservativo (a camisinha) deve estar sempre presente.

Fique atenta para os sintomas: corrimento vaginal amarelado com odor desagradável, sangramentos menstruais irregulares e sangramento após relações sexuais, dores na região do baixo ventre, alterações na micção e nos hábitos intestinais.

Esse tipo de câncer é considerado de fácil tratamento e possui altos índices de cura. No entanto, quando diagnosticado de forma tardia, pode deixar sequelas, o mais comum sendo a incapacidade reprodutiva.

O exame preventivo, chamado de papanicolau, é feito pelo ginecologista e deve ser feito regularmente por todas as mulheres que já iniciaram uma vida sexual.

Câncer de pulmão

A taxa de incidência deste tipo de câncer vem diminuindo desde os anos 1990, graças a conscientização e a adesão ao fim do tabagismo.

Na maior parte dos casos diagnosticados, o desenvolvimento do câncer está associado ao consumo de derivados do tabaco, como o cigarro.

Os principais sintomas são: tosse persistente, escarro com sangue, dor no peito, rouquidão, falta de ar, perda de peso e de apetite, pneumonia recorrente ou bronquite e cansaço.

Por serem sintomas comuns, facilmente confundidos com outras doenças, até mesmo com uma simples gripe, o mais indicado é manter regularmente exames comuns de rastreamento.

Câncer de tireoide

A tireoide é uma glândula localizada no pescoço, responsável pela produção e regulagem dos hormônios do metabolismo. Este tipo de câncer atinge, principalmente, mulheres entre 20 e 65 anos.

Ele está associado a síndromes genéticas, histórico da doença ou de bócio na família e radiação na região do pescoço, como em tratamento de doenças anteriores.

Em estágio inicial, costuma ser silencioso. O sinal mais comum é o aparecimento de nódulos palpáveis e/ou visíveis na região, aumento dos gânglios linfáticos e do volume do pescoço, rouquidão, tosse persistente e dificuldade para engolir.

Esse tipo de câncer possui altos índices de cura, mas também altos índices de reaparecimento. O diagnóstico é feito através de exames de imagem e também a partir de biópsia.

Prevenção

O câncer permanece sendo uma das doenças mais misteriosas para a medicina. Ainda que alguns hábitos possam diminuir as chances de desenvolvimento da doença, a medicina não evoluiu o suficiente para declarar um tipo de prevenção comprovadamente eficaz.

Existem estudos que apontam para questões de predisposição genética, que devem nos deixar atentos para o nosso histórico familiar. Já foram desenvolvidos exames que identificam quando o nosso organismo já apresenta chances de desenvolvimento de diferentes tipos de câncer, esses podem ser usados para consultar o seu médico e definir qual o melhor tratamento de prevenção.

Em geral, recomenda-se hábitos de uma vida saudável, como dietas nutritivas ricas em alimentos naturais e a prática de exercícios físicos, além de cortar hábitos não saudáveis, como o fumo, a bebida alcoólica e relações sexuais não seguras.

É preciso entender também a necessidade de manter uma regularidade nas consultas médicas e nos exames de rotina.

Falar sobre o câncer pode ser assustador. Mas nós da Pax Bahia acreditamos que a prevenção é a melhor forma de cuidado, por isso, apoiamos o Outubro Rosa e te convidamos a falar sobre o assunto. Aqui no nosso blog, você encontra diversos artigos sobre este e outros assuntos para te ajudar a levar uma vida saudável. Confira!

 

Para mais conteúdos como este, repleto de informações sobre saúde, bem-estar, qualidade de vida e muito mais, continue acompanhando nossos conteúdos e não esqueça de deixar seu feedback. Assine nossa newsletter para receber as novidades em primeira mão!

Atendimento

Av. Sampaio, Nº 296, Centro
Feira de Santana - BA - 44125-280

(75) 3623-0940 / 3485-1210

paxbahia@paxbahia.com.br

Clique para ampliar